Blog da NatusVita

Melatonina – A Importância do Hormônio do Sono

Melatonina

O uso de hormônios para manipular determinadas funções corporais é uma técnica que tem sido explorada por profissionais da área da saúde para trazer eficiência no tratamento de algumas condições clínicas.

Esses hormônios manipuláveis são vários, porém um dos mais famosos e mais facilmente encontrados para uso é a melatonina – e muito provavelmente você já ouviu falar sobre ela. Que tal entender melhor como ela funciona, qual a sua importância para a saúde e como você pode – e se deve – utilizá-la?

O que é Melatonina?

Melatonina é o nome dado a um hormônio que é naturalmente produzido pelo corpo humano por conta de uma de suas principais e básicas funções para a saúde: a indução do sono. Por atuar diretamente na regulação do nosso metabolismo corporal, esse é um dos hormônios mais valorizados por quem precisa melhorar a sua relação com a qualidade do sono, mas também com sua saúde corporal.

Ela é encontrada na forma de cápsulas industrializadas e pode ser comercializada com prescrição e orientação médica para tratar determinadas condições clínicas.

Para que serve a melatonina?

Como afirmamos anteriormente, a melatonina é um hormônio que tem grande relação com o nosso ciclo do sono – também chamado de ciclo circadiano. É ela a responsável por orientar como nosso corpo se comporta – e suas funções se ativam – enquanto estamos acordados ou dormindo.

Os níveis de melatonina no nosso corpo são mais altos quando estamos dormindo e, com a chegada da luz solar, ela tem sua produção reduzida auxiliando a acordar. Todos os nossos órgãos, portanto, contam com um receptor de melatonina, visto que ela é essencial para despertar ou desativar funções metabólicas específicas. Entretanto, sua atuação pode ser bem diferente em cada uma dessas regiões do corpo e, por isso, o acompanhamento médico é tão importante para a utilização correta e segura desse composto na sua saúde.

É importante lembrar que com cada vez mais presença de materiais luminosos na nossa rotina (computadores, celulares e televisão), a nossa produção natural de melatonina tem se tornado mais irregular e menor com o passar do tempo. Isso tem gerado em muitos indivíduos uma grande dificuldade de dormir e de relaxar. Além disso, outros fatores como o avanço da idade e o uso de determinados medicamentos também podem ser ainda mais prejudiciais para a produção desse hormônio.

A melatonina pode ser muito utilizada no tratamento de insônia, para auxiliar trabalhadores noturnos ou até mesmo idosos a conseguir dormir, mas seu acompanhamento médico é essencial para que os efeitos tenham sucesso.

Quais são os benefícios da melatonina?

Além de influenciar de maneira positiva a sua qualidade do sono – afinal, ela é a responsável por fazer você ter vontade de dormir – a melatonina pode ser utilizada em outros tratamentos clínicos de acordo com a orientação médica:

Melatonina

Controle da enxaqueca

Alguns estudos já mostraram um grande poder da suplementação de melatonina no controle de quadros de enxaqueca em pessoas que não respondem a tratamentos tradicionais com analgésicos e outras terapias.

Maior efetividade dos tratamentos de câncer

Acredita-se que a suplementação de melatonina pode ter um efeito positivo também no aumento da efetividade da quimioterapia em pacientes cancerígenos. Dessa maneira, a recuperação do paciente e os efeitos do tratamento são mais percebidos pelo organismo humano.

Tratamento de ovários policísticos

Por ser capaz de manipular a produção de vários outros hormônios no corpo, a melatonina também pode influenciar de maneira positiva a produção de insulina e estradiol, que tem relação com quadros de ovários policísticos em mulheres de todas as idades. Sua suplementação pode ser uma maneira alternativa de tratar a condição.

Redução de dores gastrointestinais e cólicas

A melatonina pode auxiliar no relaxamento e na redução das contrações de órgãos gastrointestinais e, por isso, tem sido utilizada também para auxiliar no tratamento de dores e cólicas nessa região. Em bebês essa é também uma técnica que tem sido testada para controlar os desconfortos comuns nessa fase da vida.

Controle da queda de cabelo

Acredita-se que a melatonina tenha papel importante no combate da alopécia em estágio inicial, ajudando a estimular o bulbo capilar e o crescimento dos fios, especialmente em homens.

Controle do peso corporal

A falta da qualidade do sono é sempre apontada como uma das causas da dificuldade em perder peso. Por isso, a melatonina também tem sido usada como uma alternativa para o tratamento do controle de peso, auxiliando na busca de melhores resultados corporais.

Quais são os efeitos colaterais da melatonina?

Por ser um composto naturalmente produzido por nosso organismo, a melatonina não é um medicamento que oferece grandes riscos para a saúde de quem opta por usá-la. Desde que você não tenha alergia à substância ou à cápsula, ou não tenha históricos de infarto ou angina, o uso pode ser feito de maneira segura.

Os efeitos colaterais da melatonina podem ser observadas com seu consumo excessivo, visto que podem causar dores de cabeça, maior produção de pesadelos e irritação durante o sono.

Como fazer uso da melatonina?

Para fazer o uso correto e seguro da melatonina é importante marcar uma consulta com um médico para que ele possa entender a sua necessidade – ou não – em contar com esse composto para sua saúde. Ele vai orientar o volume diário e quando fazer a ingestão das cápsulas de melatonina na sua rotina.

Pro Melatonina

Você conhecia a melatonina? Sabia da importância desse hormônio para a sua saúde? Compartilhe com a gente suas dúvidas sobre o tema!

Responder