Blog da NatusVita

Falta da Vitamina D – Pode causar problemas?

A Importância da Vitamina D

As vitaminas são micronutrientes que atuam de diversas maneiras no funcionamento do nosso organismo e, principalmente, com funções essenciais no nosso metabolismo corporal.

Dentre as várias vitaminas essenciais para nossa saúde – e muito conhecidas por todos nós – como a C, o complexo B, A e E, uma outra vitamina tem ganhado destaque quando o assunto é qualidade de vida: a vitamina D.

De maneira geral, muitos de nós apresentamos uma discreta deficiência quando mensuramos o volume de vitamina D que temos circulante no corpo. O motivo? Ou ingerimos poucas fontes desse composto, ou temos pouco contato com o sol ao longo do dia (um dos responsáveis pela formação do micronutriente). Mas se é tão difícil consumir vitamina D – e tão fácil desenvolver sua deficiência – a falta desse nutriente no corpo é tão ruim assim? É possível desenvolver algum problema por falta da mesma?

O que é Vitamina D?

A vitamina D, também chamada de calciferol, é uma vitamina classificada como lipossolúvel – que é solúvel apenas em gordura, não em água. Produzida de maneira natural e endógena por nosso corpo através do contato da luz solar com o tecido da nossa pele, essa é uma vitamina que também pode ser ingerida através da alimentação, em produtos específicos e com alta concentração do nutriente.

Para que serve a Vitamina D?

A vitamina D é chamada por profissionais da saúde de vitamina, mas na verdade ela tem uma atuação no organismo como um hormônio. Como a grande maioria dos tecidos e sistemas corporais apresentam um receptor para ela, assim como acontece com os hormônios, ela é utilizada de maneira diferente das vitaminas na nossa saúde.

De maneira geral, a vitamina D é responsável por funções como a fixação do cálcio nos ossos, controle do peso corporal, atuação na saúde mental e até mesmo fortalecimento de todo o nosso sistema imunológico.

A função mais famosa e conhecida da vitamina D, entretanto, é a de fixação do cálcio nos ossos e, por isso, por mais que você tenha uma boa ingestão desse mineral no seu dia a dia, sem a vitamina D ele não será utilizado da maneira correta.

Como a carência de vitamina D se desenvolve?

A deficiência de vitamina D se desenvolve como uma deficiência de outro nutriente qualquer: por falta de ingestão ou produção desse nutriente no dia a dia. Isso significa, no caso da vitamina D que você pode estar com dois comportamentos inadequados na sua rotina diária:

  • Não está se expondo ao sol como deveria, especialmente em horários em que esse contato da luz solar com a pele é saudável (7 às 10 da manhã, 16 às 18h da tarde);
  • Não está consumindo alimentos que são fonte rica dessa vitamina e, por isso, podem favorecer a sua presença no organismo;
  • Está manifestando alguma condição clínica que prejudica a absorção ou produção dessa vitamina pelo organismo.

Alguns fatores de risco também podem ser associados a uma facilidade maior para desenvolver a deficiência de vitamina D:

  • Uso de medicamentos corticoides e anticonvulsivantes;
  • Pele negra;
  • Obesidade;
  • Sedentarismo.

Sintomas e Problemas da Falta da Vitamina D

A falta de vitamina D no organismo, como a falta de qualquer outro tipo de vitamina essencial no corpo, pode resultar em sintomas que desfavorecem a saúde em vários aspectos. Os sintomas da falta de vitamina D podem se manifestar na forma de:

Enfraquecimento dos ossos

Por ser a vitamina responsável pela fixação de cálcio nos ossos, a deficiência dela no sangue vai resultar em um enfraquecimento das estruturas pela falta do mineral. Além disso, os níveis de cálcio no sangue também estarão reduzidos.

A falta do cálcio também pode ser responsável, especialmente em crianças, por raquitismo, crescimento tardio e osteomalácea.

Dores musculares e falta de equilíbrio

A vitamina D também atua na musculatura corporal e na nossa sensação de equilíbrio. Sem ela, os quadros de dores e dificuldade no equilíbrio são mais comuns.

Doenças cardiovasculares

A ação “hormonal” da vitamina D também é importante para o funcionamento do coração. Por isso, sua deficiência pode ser responsável pelo desenvolvimento de condições cardiológicas como a hipertensão e a arritmia.

Alterações na glicemia sanguínea

Baixos níveis de vitamina D podem resultar em altos níveis de glicose circulante no sangue e, consequentemente, desenvolvimento de quadros de diabetes de difícil controle.

Sistema imunológico ineficiente

Como uma das responsáveis por ativar e fortalecer o sistema imunológico, a ausência da vitamina D também prejudicar a resposta do nosso organismo a doenças e infecções.

Alterações emocionais

Já se sabe que a deficiência de vitamina D no organismo pode estar relacionada a alterações no humor, levando a um quadro de depressão.

Maior risco de câncer de pele

A vitamina D também pode apresentar um efeito protetor para a saúde da pele, levando ao desenvolvimento de câncer de maneira mais fácil quando em deficiência.

Como reponho a vitamina D no corpo?

A vitamina D no corpo pode ser reposta de três maneiras diferentes:

  • Via alimentação;
  • Via maior exposição solar;
  • Via suplementação.

Via alimentação é possível conseguir repor vitamina D consumindo alimentos como sardinha, atum,  salmão, óleo de fígado, bacalhau, leite, manteiga, ovos, frutos do mar.

Via exposição de raios solares, é possível obter volumes de vitamina D satisfatórios produzidos de maneira endógena. Para isso, basta tomar sol no período de 7 as 10h da manhã ou 16 as 18h da tarde, sem o uso de protetor solar, preferencialmente nos braços e/ou pernas. Dessa maneira, o contato da luz solar com a pele vai garantir a produção de vitamina D pelo próprio organismo.

Vitamina D em cápsulas

Via suplementação é possível encontrar opções de vitamina D em cápsulas, que podem ser comprados prontos ou manipulados em farmácia. Esses suplementos são adicionados na rotina alimentar, de acordo com orientação médica ou nutricional. Exatamente por isso, a quantidade que deve ser consumida varia de acordo com o tipo de pessoa e sua necessidade nutricional.

Existem também suplementos que mesclam vitamina D e Cálcio, aumentando a capacidade de ingestão desses dois nutrientes, sem falar que a Vitamina D é essencial para o organismo absorver o cálcio!

Vitamina D na Forma Líquida

Vitamina D Líquida

Vale lembrar que a Vitamina D na forma líquida é melhor e mais rapidamente absorvida. Nesse caso existem as cápsulas oleosas, que contém vitamina D na forma líquida em seu interior.

A carência de vitamina D pode sim causar problemas, mas é fácil de suplementar e tratar a condição, evitando seus efeitos colaterais indesejados para a saúde.

Você tem o hábito de consumir – ou produzir – vitamina D em sua rotina? Conte para a gente!

4 comentários em Falta da Vitamina D – Pode causar problemas?

  1. JOSINEIDE BARBOSA
    4 de junho de 2018 às 7:27 (2 meses ago)

    Como adquirir MEGA CÁLCIO E VITAMINA D?

  2. maria
    4 de junho de 2018 às 11:08 (2 meses ago)

    eu queria adquirir 120 comprimidos na promoçao

Responder