Blog da NatusVita

Estresse – Sintomas, Como Combater, Como tratar?

Considerado o mal do mundo moderno, o Estresse é uma condição que pode atingir qualquer pessoa em qualquer etapa da vida – crianças, adolescentes, adultos, idosos. Exatamente por ninguém estar imune a essa condição psicológica tão intensa é que precisamos entender como o estresse surge e, principalmente, como combatê-lo para evitar que traga muitos danos para nossa saúde.

Nesse artigo, discutimos um pouco a questão sobre como combater o estresse e conviver de maneira saudável com esse quadro de alerta que podemos despertar na nossa saúde em qualquer momento da vida.

O que é Estresse?

Estresse é o nome dado a uma resposta mental ou física do organismo humano a uma situação de pressão ou ameaça. Podemos dizer que o estresse nada mais é do que a ativação de um estado de alerta do corpo humano e, exatamente por isso, pode estar associado a sensações de medo, preocupação, desconforto, nervosismo, frustração, ansiedade e irritação.

Como ele se manifesta?

O estresse se manifesta por conta de uma série de reações químicas disparadas pelo organismo humano que provoca as reações fisiológicas, conhecidas como os sintomas do quadro.

Nosso cérebro é o principal responsável por desencadear as reações de estresse. Quando ele começa a entender que existe uma situação que pode ser considerada ameaça para a saúde do organismo (seja ela psicológica ou fisiológica), ele aperta o botão vermelho de alerta.

Os hormônios do estresse, que ativam reações que deixam o corpo em alerta (agitação, batimentos cardíacos acelerados, maior atenção, contração muscular, respiração ofegante e elevação da temperatura corporal), são liberados pelo cérebro para nos deixar prontos para combater essa potencial situação de risco.

Existem três tipos de estresse que podem ser manifestados por nossa saúde:

Estresse Crítico

Que é desencadeado por acontecimentos do nosso dia a dia, bons ou ruins, que demandam uma dedicação psicológica e emocional do indivíduo para lidar com as novas situações. Novos empregos, nascimento dos filhos, casamento, mudança de cidade, desemprego, perda de uma pessoa querida. Esses são alguns dos exemplos do estresse crítico.

Estresse Traumático

O estresse traumático é, como o próprio nome indica, desencadeado por algum tipo de trauma emocional, que pode ter ocorrido em alguma etapa de sua vida. Quando o trauma não é tratado, ele mantém o indivíduo em um constante quadro de estresse e, consequentemente, dificuldade de lidar com os sintomas ao longo da vida.

Estresse Cotidiano

São estresses desencadeados pelo dia a dia – uma briga conjugal, um problema no trabalho ou um diagnóstico de saúde. Geralmente são passageiros e mais fáceis de lidar.

Estresse Crônico

O estresse crônico é aquele que se desenvolve por uma situação prolongada, que não permite que o indivíduo relaxe e fique livre dos sintomas de alerta do organismo. Um desemprego por muitos anos, excesso de trabalho diário, diagnóstico de uma doença crônica ou até o luto por um fim de relacionamento ou perda de alguém querido.

Os tipos de estresse também podem ser agravados por algumas outras situações, como o uso de medicamentos (especialmente aqueles que podem interferir no metabolismo corporal), o uso de cafeína, álcool e drogas, e algumas doenças psicológicas mais graves (depressão, TOC e síndrome do Pânico).

Quais são os sintomas do Estresse?

O estresse geralmente é identificado e diagnosticado por conta de seus sintomas, que são considerados aqueles que podem reduzir a qualidade da saúde do indivíduo que manifesta a condição. Como o “botão de alerta” do organismo pode ativar vários hormônios que alteram o metabolismo corporal, é natural que o sistema imunológico sofra com as consequências dessas mudanças, se tornando mais fraco e, dessa maneira, abrindo espaço para a manifestação dos sintomas:

  • Perda do apetite;

  • Tensão muscular;

  • Formigamento em diferentes partes do corpo;

  • Perda do sono;

  • Sensação de cansaço;

  • Alterações frequentes de humor;

  • Dificuldade de concentração;

  • Perda de memória;

  • Perda de interesse pelas coisas;

  • Dores por todo o corpo;

  • Tensão constante;

  • Pensamento acelerado;

  • Alterações no funcionamento intestinal;

  • Queda da libido;

  • Hábitos compulsivos;

  • Problemas de pele;

  • Alterações cardiovasculares;

  • Hipertensão;

  • Resfriados frequentes;

  • Dores de cabeça;

  • Queda de cabelo;

  • Desenvolvimento de herpes;

  • Quadros de gastrite e úlcera.

Como posso tratar o Estresse?

O tratamento do estresse é feito com uma identificação dos sintomas que podem estar sendo desencadeados pela condição. Os primeiros sinais precisam ser percebidos pelo paciente que, ao se incomodar com a queda de qualidade de vida causada por ele, vai buscar orientação médica.

O médico, por sua vez, é o responsável por relacionar os sintomas com o quadro de estresse, preferencialmente com o auxílio de outros profissionais da saúde. Para o tratamento da condição, entretanto, é preciso entender o que está levando o paciente a desenvolver um quadro indesejado de estresse. Dessa maneira, o suporte psicológico pode ser essencial.

Enquanto o tratamento psicológico ainda não conseguiu cessar a manifestação do estresse, o paciente pode contar com um suporte paliativo de medicamentos ou tratamentos alternativos para tratar os sintomas. Dessa maneira, ele pode, aos poucos, retomar a rotina de vida e conseguir ficar livre do que está lhe causando os quadros de estresse.

Conviver com o estresse pode ser algo que muitos indivíduos precisem lidar. Por isso, é importante adicionar à rotina de vida alguns hábitos que podem ajudar a controlar os sintomas:

  • Exercitar-se regularmente;

  • Fazer acompanhamento psicológico;

  • Encontrar um hobby;

  • Fazer exercícios de relaxamento.

Como a alimentação pode ajudar no controle do estresse?

A maneira como você se alimenta pode auxiliar muito no controle do estresse. Quem se alimenta de maneira equilibrada, consegue ter mais energia e deixar o corpo mais preparado para enfrentar os desafios relacionados com esse quadro de alerta.

Por isso, comer bem também é uma atitude essencial para quem quer prevenir quadros de estresse. Uma outra boa alternativa é suplementar a sua alimentação com multivitamínicos, visto que esses compostos podem ser muito demandados nas reações metabólicas desse quadro.

Conheça o Energion ByeStress, um multivitamínico que possui vitaminas e minerais específicos que auxiliam no combate ao estresse.

Como você tem se preparado para combater o estresse quando ele aparecer? E como já combate? Conte para a gente!

Responder