Blog da NatusVita

Açúcar ou Adoçante? Xilitol, Estévia e Sucralose

Se você está buscando emagrecer e precisar cortar calorias ou acrescentar mais nutrientes na sua dieta, é importante conhecer algumas alternativas para o açúcar que é mais consumido normalmente, o açúcar refinado. A seguir, conheça alguns tipos de adoçante que podem cumprir essa função e as principais diferenças entre eles.

Substituindo o açúcar refinado

Reduzir o açúcar refinado e, se possível, substituí-lo, é uma atitude bastante recomendada pelos profissionais da saúde para pacientes que estão promovendo mudanças em sua alimentação.

O açúcar refinado costuma ser um problema para quem quer emagrecer por conta da sua alta concentração de calorias e também pelo processo industrializado pelo qual passa até que esteja pronto o produto que é vendido para o consumidor final.

Na busca por opções que sejam menos calóricas e mais nutritivas para as suas dietas, pessoas começaram a procurar as variadas opções de adoçantes disponíveis no mercado.

Em geral, os adoçantes naturais são os produtos mais recomendados para o uso diário, nas refeições do café da manhã, no preparo de chás e também em diversas receitas de bolos e doces caseiros, cumprindo um papel equivalente ao dos açúcares mais conhecidos.

Saiba mais sobre esses adoçantes naturais abaixo e descubra qual melhor se adapta para as suas necessidades e rotina de alimentação.

Estévia

A Estévia é um adoçante natural que apresenta um índice glicêmico muito baixo.

Uma das vantagens da Estévia é o seu baixo custo em comparação com os demais adoçantes do mercado.

É um adoçante indicado para todas as pessoas e não possui contraindicações.

Sucralose

O Sucralose é um adoçante bastante conhecido no mercado, pelo seu potencial de adoçar refeições sem adicionar muitas calorias à dieta.

É um adoçante bastante recomendado para quem busca reduzir o consumo calórico na dieta.

O Sucralose não é recomendado para crianças e nem para o consumo a altas temperaturas.

Xilitol

Por fim, o Xilitol também é um adoçante natural de baixa caloria e de baixo índice glicêmico.

O Xilitol possui uma vantagem em relação aos outros adoçantes do mercado que é o fato de ter, praticamente, a metade das calorias presentes no açúcar comum.

O Xilitol é altamente recomendado para diabéticos e para pessoas que buscam a perda de peso, por meio de dietas controladas. Porém, não é indicado para pessoas com problemas intestinais.

Diante das opções apresentadas neste artigo, o Xilitol é o adoçante mais recomendado, por ser um produto natural que é encontrado na fibra de muitos vegetais, como o milho, a ameixa e a framboesa, entre outros que poderiam ser citados.

O Xilitol também pode ser extraído de alguns tipos de cogumelo, e é obtido a partir da hidrogenação catalítica da xilose.

O Xilitol é um produto tão doce quanto a sacarose, porém, ele apresenta 40% a menos de calorias.

Razões para Consumir o Xilitol

  • O Xilitol é perfeitamente capaz de substituir a sacarose.
  • É tolerado inclusive por diabéticos.
  • Por conta da sua grande estabilidade química e microbiológica, o Xilitol consegue atuar, mesmo quando está em baixas concentrações, como um eficiente conservante para diversos produtos alimentícios, pois ele impede o surgimento de micro-organismos nos alimentos.
  • Ele é usado em mais de quarenta países, regulamentado para o uso em produtos industrializados.
  • É frequentemente indicado para o tratamento da diabetes, de lesões renais e parenterais, e também para prevenir a osteoporose e algumas infecções pulmonares.

É válido ressaltar que antes de consumir qualquer um desses adoçantes, a opinião de um nutricionista é bem-vinda e pode te auxiliar na escolha de saber qual destes adoçantes é o melhor para a sua dieta.

Gostou deste artigo? Então, deixe seu comentário e compartilhe, com os seus amigos e com os seus familiares.

Responder