Blog da NatusVita

10 Dicas Úteis sobre Musculação

Quem tem uma rotina frequente e intensa de musculação tem como principal objetivo garantir a tão sonhada forma física saudável. Entretanto, para isso, não basta apenas fazer a matrícula na academia ou contratar o melhor personal trainer da cidade. Para ter os melhores resultados, é preciso seguir algumas orientações e cuidados que vão influenciar de maneira significativa na sua performance e desenvolvimento corporal.

Nesse artigo, vamos compartilhar 10 dicas úteis sobre musculação que vão mudar o seu ponto de vista na hora de montar a sua rotina de treinos e ver os resultados finais obtidos. Ao praticá-las, você terá mais certeza de que o esforço para garantir a forma física ideal e a qualidade da saúde não foi em vão.

1- Intercale exercícios dentro de uma mesma série

Quem frequenta academia há algum tempo, já percebeu que a rotina natural de exercícios segue um fluxo em que você realiza todas as séries de um treino de uma única vez, para depois seguir para o outro aparelho ou exercício.

Uma boa ideia para estimular o ganho de massa é intercalar as séries de dois exercícios, para poder exigir da musculatura um pouco mais – o que resulta em ganho de massa mais eficiente.

2- Faça menos séries de exercícios com cargas maiores

Um erro comum de quem pratica musculação e quer ganhar massa muscular de maneira rápida é achar que quanto mais séries de exercícios fizer, mais estruturas corporais estará trabalhando.

Entretanto, vale mais a pena escolher um volume menor de séries, porém com uma carga maior entre cada repetição. Dessa maneira, você estimula a musculatura de maneira mais eficiente.

3 – Controle o movimento quando estiver com carga

Um erro muito comum entre praticantes de musculação, especialmente aqueles que colocam cargas muito altas em seus aparelhos, é erguer o peso com toda a intensidade do mundo, porém retorná-lo sem fazer nenhuma resistência, deixando-o “cair” rapidamente para a posição inicial.

Esse movimento de volta deve ser feito com o mesmo controle do movimento de “ida”, para permitir o esforço das fibras musculares e, principalmente, evitar que microlesões se desenvolvam.

4- Trabalhe as musculaturas maiores primeiro

Para permitir que seus grandes músculos levem boa parte do esforço do treino, poupando aqueles “mais frágeis” é importante treiná-los primeiro. Por isso, vale a pena treinar primeiro os quadris ao invés dos glúteos, o peitoral ao invés dos bíceps e as coxas ao invés das panturrilhas. Seus resultados serão significativamente melhores e sua musculatura vai se lesionar menos quando você seguir essa ordem.

5- Aumente a carga sempre que possível

É claro que você vai iniciar a rotina de treinos com uma carga que suporta carregar nos primeiros exercícios que fizer. Mas passar um mês treinando com a mesma carga poderá não lhe trazer os resultados desejados. Por isso, sempre que sentir confortável, aumente um pouquinho a carga, para que seus músculos sempre estejam se desenvolvendo e não apenas repetindo um movimento que já sabem fazer.

6- Não fique só nos aparelhos

Muitos praticantes de musculação adoram “saltar” os exercícios de peso livre e dar preferência para aqueles executados apenas no aparelho. Entretanto, os exercícios livres são extremamente essenciais para o desenvolvimento corporal, visto que sua execução exige mais de toda estrutura muscular, ao invés de trabalhar apenas uma fibra específica como é feito nos aparelhos.

7 – Valorize o descanso

Saltar os momentos de descanso entre as séries não vai lhe fazer treinar mais e ter resultados mais rápidos. Muito pelo contrário, essa prática pode deixá-lo com maior risco de desenvolver lesões nas fibras musculares, já que elas ficarão por muito mais tempo em um movimento que está exigindo muito delas.

Da mesma maneira que saltar os descansos entre as séries é ruim para você, evitar dias de descanso na sua rotina de treinos também é uma prática não recomendada. Lembre-se que suas fibras precisam de repouso para se recuperar das microlesões causadas em suas estruturas e, principalmente, para formar as novas fibras que lhe farão desenvolver a forma física tão desejada.

8 – Tenha boas noites de sono

Ter dias de descanso para sua musculatura é uma coisa. Dormir bem é outra completamente diferente. O momento do sono é importante para sua recuperação muscular por conta dos hormônios que são liberados nesse momento da nossa rotina. Esses hormônios têm atuação na formação de novas fibras musculares e só são liberados quando atingimos um estágio de sono mais profundo. Por isso, além de descansar bem após uma rotina de treino, garanta que você conseguirá dormir durante toda a noite para seu organismo assimilar todos os benefícios dos exercícios executados.

9 – Respeite a orientação individualizada do personal trainer ou educador físico

Por mais que você deseje repetir um treino que um amigo seu costuma fazer ou copiar aquele digital influencer que passou um exercício no instagram, nenhum treino será mais eficiente para o seu corpo do que aquele orientado por seu personal ou educador físico. Apenas esse profissional é capaz de fazer uma rotina de treinos e exercícios que são adequados para o seu tipo físico, sua saúde e seu objetivo, garantindo os melhores resultados possíveis.

Por isso, sempre respeite a opinião desse profissional que está lhe acompanhando e que lhe conhece muito bem.

10 – Alimente-se muito bem

A sua alimentação é tão importante quanto a sua rotina de treinos, quando o assunto é o resultado corporal desejado após a musculação. Por isso, não adianta só fazer um treino pesado e sentar para esperar os resultados. Da mesma maneira que não adianta só comer bem e não fazer nenhum exercício para estimular sua musculatura corporal.

Para poder comer exatamente o que você precisa e, principalmente, fazer o uso correto de suplementos populares entre praticantes de musculação (como o whey protein, o BCAA, a creatina e os termogênicos), é preciso contar com a orientação de um nutricionista. Esse profissional será capaz de prescrever o volume de alimentos e suplementos necessários para o seu tipo físico e seus objetivos.

Você aplica algumas dessas dicas úteis sobre musculação na sua rotina de treinos? Quais vai começar a aplicar agora mesmo? Conte para a gente!

Responder